Email: Senha:
TODAS AS MATÉRIAS

Escolha a disciplina e vá
direto ao ponto!






Exclusivo para assinantes
QUESTÃO DO DIA

Questões com respostas e comentários formulados por professores.
Confira o calendário semanal!

SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA SÁBADO DOMINGO
Português
ou Literatura
Matemática Física Química Geografia ou
História
Inglês ou
Espanhol
Biologia

Ver questões anteriores
 
LITERATURA - 20/10

(Uerj 2015)

CANÇÃO DO VER

Fomos rever o poste.
O mesmo poste de quando a gente brincava de pique
e de esconder.
1Agora ele estava tão verdinho!
O corpo recoberto de limo e borboletas.
Eu quis filmar o abandono do poste.
O seu estar parado.
O seu não ter voz.
O seu não ter sequer mãos para se pronunciar com
as mãos.
Penso que a natureza o adotara em árvore.
Porque eu bem cheguei de ouvir arrulos1 de passarinhos
que um dia teriam cantado entre as suas folhas.
Tentei transcrever para flauta a ternura dos arrulos.
Mas o mato era mudo.
Agora o poste se inclina para o chão − como alguém
que procurasse o chão para repouso.
Tivemos saudades de nós.

Manoel de Barros
Poesia completa. São Paulo: Leya, 2010.

1 arrulos − canto ou gemido de rolas e pombas

O título Canção do ver reúne duas esferas diferentes dos sentidos humanos: audição e visão.
No entanto, no decorrer do poema, a visão predomina sobre a audição.
Os dois elementos que confirmam isso são:

a) o imobilismo do poste e a saudade dos tempos passados
b) a inclinação do poste e sua adoção pela paisagem natural
c) a aparência do poste e a suposição do arrulo dos passarinhos
d) o silêncio do poste e a impossibilidade de transcrição musical



O comentário e a resposta desta questão estarão
disponíveis a partir do dia 21/10/2014.








Acesse todos os conteúdos exclusivo. Assine já!
Comentários
Ainda tem dúvidas sobre o site e
como assinar? Fale Conosco
   Copyright © 2010-2014 Escola24Horas S.A.